Seria Kali, minha mãe, realmente negra?
Essa mulher nua, da cor mais escura,
Ilumina o lótus do coração

As pessoas dizem que Kali é negra
Mas minha mente diz que ela não é assim
Como pode ser escura, se ilumina o mundo?

Às vezes, ela é branca,
Noutras vezes, ela é azul
E, noutras, é amarela ou vermelha

Eu não sei quem ela é
Eu não sei com que ela se parece
Passei minha vida tentando entendê-la

Às vezes, ela é o Absoluto
Às vezes, é o Relativo
E, noutras ainda, ela é sem forma

Pensando em tudo isso,
Kamalakanta, o poeta,
Acabou enlouquecendo…

*****

Shyama Ma ki amar kalo re
Shyama Ma ki amar kalo

Loke bole Kali Kalo
Loke bole Kali Kalo
Amar mon to bole na kalo re
Shyama Ma ki amar kalo re
Shyama Ma ki amar kalo

Shyama Kokhono Swheto
Kokhono Peeto
Kokhono nilo-lohito re
Kokhono Swheto
Kokhono Peeto
Kokhono nilo-lohito re

Ami age nahi jani
Kemono Jononi
Age nahi jani
Kemono Jononi
Bhabhye janomo gelo re
Shyama Ma ki amar kalo re
Shyama Ma ki amar kalo

Shyama Kokhono Purusha
Kokhono Prakriti
Kokhono Sunnyo-rupa re
Kokhono Purusha
Kokhono Prakriti
Kokhono Sunnyo-rupa re

Mayer e bhabo bhabiye Komolakanto
E bhabo bhabiye Komolakanto
Shohoje pagolo holo re
Shyama Ma ki amar kalo re
Shyama Ma ki amar kalo

Loke bole Kali Kalo
Amar mon to bole na kalo re
Shyama Ma ki amar kalo re
Shyama Ma ki amar kalo

Dakshineswar Bhavatarini Kali

Molhinho

Enfim, acertei uma versão acústica daquela música. Mais cedo hoje, havia tido problema com um fone/microfone ruim. Mas agora saiu este take, mais um de um dia musical. Tipo de canção boa pra improvisar solos longos, à século 20, no palco enfumaçado. Lombra musical estilo Doors. Lembrou-me Riders on the storm. O molho, digo, a letra, ganhou agora um repolho. Noves fora, como é bom tocar um instrumento.

Violões e vozes: quadrado.com

Estrada de Santos

Na década de 90, ganhei o concurso de calouros do bar Bom Motivo, que funcionava em Pinheiros (SP), cantando essa canção do Roberto. A música foi nesse tom mesmo (sol maior), só que eu cantava uma oitava acima. Não consigo nem chegar perto hoje em dia. Mas deixa que assim que com a oitava abaixo também tem sua graça.

Violões e vozes: quadrado.com